Alianças em Ouro e Prata em Gravataí / Rio Grande do Sul

Uma joia única para você de Gravataí / Rio Grande do Sul

https://www.eternajoia.com.br/aliancas-em-ouro-e-prata-em-gravatai-rs

A Eterna Joia, confecciona Alianças em Ouro e Prata e existe para realizar o sonho de todos os casais apaixonados e entregamos as suas alianças aí em Gravataí - Rio Grande do Sul. Para quem está namorando ou pretende ficar noivo ou se casar em breve, vai precisar da Alianças em Ouro e Prata perfeita e aqui na Eterna Joia você irá encontrar a aliança ideal desde um modelo mais básico ao mais sofisticado!

A Eterna Joia é especializada em fabricação de alianças de vários modelos em ouro ou prata, você escolhe é nós fabricamos. São anos fabricando Alianças em Ouro e Prata. Todas as nossas Alianças apresentam um alto padrão de qualidade e serão entregues em Gravataí - Rio Grande do Sul com todo o cuidado, carinho e segurança. São mais de 1.000 modelos desde um design básico à peças de Luxo. Todas as alianças segue com um certificado de autenticidade e garantia de fabricação que garante 100% a qualidade da joia. Nossa qualidade começa na fabricação, se estende ao atendimento até a entrega em sua cidade Gravataí - Rio Grande do Sul. Oferecemos entrega por PAC ou Sedex com Seguro para todo o Brasil.Todas as nossas peças são fabricadas em até 6 dias úteis após a confirmação do pagamento. A Eterna Joia, confecciona as mais lindas Alianças em Ouro e Prata. Todos as alianças fabricadas pela Eterna Joia Alianças em Ouro e Prata possuem o Certificado de Garantia Permanente sobre a autenticidade do ouro 18k 750 ou da prata 925 e das pedras. O certificado cobre qualquer defeito de fabricação. A Eterna Joia possui sua sede na cidade de Franca-SP interior de SP, todos os nossos modelos de alianças estão a venda exclusivamente pela internet, todos os modelos são fabricados sob medida para cada tamanho. Entregamos nossas Alianças em sua cidade Gravataí - Rio Grande do Sul ou em qualquer CIDADE e ESTADO do BRASIL com total segurança e rapidez e você receberá sua joia em seu endereço com total segurança.

Conheça um pouco mais sobre  Gravataí Rio Grande do Sul:

Gentílico: gravataiense

Histórico

O território do município de Gravataí parece ter sido, primitivamente, uma das cinco fazendas reais, chamadas Aldeia, São Simão, Mostardas, Caieiras e Capão Comprido.
Em 1778 essas fazendas achavam-se povoadas por cerca mil habitantes.
Os índios Tapes, foragidos das Missões Jesuíticas do Uruguai, foram ali estabelecidos pelo Governador José Marcelino de Figueiredo, que os fez aprender a cultura do trigo a que mais tarde se dedicaram.
Gravataí constitui-se Freguesia por Alvará de 22 de dezembro de 1795, com a denominação de Freguesia de Nossa Senhora dos Anjos de Gravataí.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Nossa Senhora dos Anjos d?Aldeia, por Alvará de 22-12-1795, subordinado ao município de Porto Alegre.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Nossa Senhora dos Anjos de Gravataí, pela Lei Provincial n.º 1.247, de 11-06-1880, desmembrado de Porto Alegre. Sede na povoação de Nossa Senhora dos Anjos d?Aldeia. Constituído do distrito sede. Instalado em 23-10-1880.
Por Ato Provincial n.º 1.578, de 24-04-1886, foram criados os distritos de Glória e Costa do Ipiranga e anexados ao município de Gavataí.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 3 distritos: Gravataí, Costa do Ipiranga e Gloria.
Por Ato Municipal n.º 48, de 26-12-1912, é criado o distrito de Canoas e anexado ao município de Gravataí.
Por Ato Municipal n.º 99, de 20-07-1917, é criado o distrito de Butiá e anexado ao município de Gravataí.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos: Gravataí, Butiá, Canoas, Costa do Ipiranga e Gloria.
Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído de 4 distritos: Gravataí, Canoas, Coqueiro (ex-Butiá) e Glória). Não figurando o distrito de Ipiranga (ex-Costa Ipiranga) rebaixado á condição de simples povoado do distrito sede Gravataí.
Pelo Decreto Estadual n.º 7.199, de 31-03-1938, os distritos de Butiá e Glória tomaram a denominação, respectivamente, Coqueiro e Glorinha.
Pelo Decreto Estadual n.º 7.643, de 28-12-1938, o distrito de Coqueiro passou a chamar-se Morungava.
Pelo Decreto-lei Federal n.º 1.307, de 31-05-1939, é desmembrado do município Gravataí o distrito de Canoas. Elevado a categoria do município.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 3 distritos: Gravataí, Glorinha (ex-Glória) e Morungava (ex-Coqueiro e ex-Butiá).
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955.
Pela Lei Municipal n.º 3, de 07-06-1957, é criado o distrito de Cachoeirinha (ex-povoado) e anexado ao município de Gravataí.
Pela Lei Municipal n.º 1, de 08-01-1958, é criado o distrito de Ipiranga (ex-povoado) e anexado ao município de Gravataí.
Pela Lei Municipal n.º 302, de 09-01-1958, é criado o distrito de Dom Feliciano (ex-povoado) e anexado ao município de Gravataí.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 6 distritos: Gravataí, Cachoeirinha, Dom Feliciano, Glorinha, Ipiranga e Morungava.
Pela Lei Estadual n.º 5.090, de 09-11-1965, é desmembrado do município de Gravataí o distrito de Cachoeirinha. Elevado à categoria de município.
Pela Lei Municipal n.º 719, de 04-11-1966, é criado o distrito de Barnabé e anexado ao município de Gravataí.
Pela Lei Municipal n.º 1.396, de 29-12-1977, é criado o distrito de Barro Vermelho e anexado ao município de Gravataí.
Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 7 distritos: Gravataí, Barnabé, Barro Vermelho, Dom Feliciano, Glorinha, Ipiranga e Morungava.
Pela Lei Municipal n.º 43, de 31-12-1980, é extinto o distrito de Barnabé, sendo seu território anexado ao distrito sede do município de Gravataí.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1983 (suplemento), o município é constituído de 6 distritos: Gravataí, Barro Vermelho, Dom Feliciano, Glorinha, Ipiranga e Morungava.
Pela Lei Municipal n.º 121, de 16-05-1983, é criado o distrito de Itacolomi (ex-localidade), criado com terras desmembrada do distrito de Morungava e anexado ao município de Gravataí.
Em divisão territorial datada de 18-VIII-1988, o município é constituído de 7 distritos: Gravataí, Barro Vermelho, Dom Feliciano, Glorinha, Ipiranga, Itacolomi e Morungava.
Pela Lei Estadual n.º 8.590, de 04-05-1988, é desmembrado de Gravataí os distritos de Glorinha e Dom Feliciano, para constituir o novo município de Glorinha.
Em divisão territorial datada de 2001, o município é constituído de 5 distritos: Gravataí, Barro Vermelho, Ipiranga, Itacolomi e Morungava.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.