Alianças em Ouro e Prata em Vitória da Conquista / BA

Uma joia única para você de Vitória da Conquista / BA

http://www.eternajoia.com.br/aliancas-em-ouro-e-prata-em-vitoria-da-conquista-ba

A Eterna Joia, confecciona Alianças em Ouro e Prata e existe para realizar o sonho de todos os casais apaixonados e entregamos as suas alianças aí em Vitória da Conquista - BA. Para quem está namorando ou pretende ficar noivo ou se casar em breve, vai precisar da Alianças em Ouro e Prata perfeita e aqui na Eterna Joia você irá encontrar a aliança ideal desde um modelo mais básico ao mais sofisticado!

A Eterna Joia é especializada em fabricação de alianças de vários modelos em ouro ou prata, você escolhe é nós fabricamos. São anos fabricando Alianças em Ouro e Prata. Todas as nossas Alianças apresentam um alto padrão de qualidade e serão entregues em Vitória da Conquista - BA com todo o cuidado, carinho e segurança. São mais de 1.000 modelos desde um design básico à peças de Luxo. Todas as alianças segue com um certificado de autenticidade e garantia de fabricação que garante 100% a qualidade da joia. Nossa qualidade começa na fabricação, se estende ao atendimento até a entrega em sua cidade Vitória da Conquista - BA. Oferecemos entrega por PAC ou Sedex com Seguro para todo o Brasil.Todas as nossas peças são fabricadas em até 6 dias úteis após a confirmação do pagamento. A Eterna Joia, confecciona as mais lindas Alianças em Ouro e Prata. Todos as alianças fabricadas pela Eterna Joia Alianças em Ouro e Prata possuem o Certificado de Garantia Permanente sobre a autenticidade do ouro 18k 750 ou da prata 925 e das pedras. O certificado cobre qualquer defeito de fabricação. A Eterna Joia possui sua sede na cidade de Franca-SP interior de SP, todos os nossos modelos de alianças estão a venda exclusivamente pela internet, todos os modelos são fabricados sob medida para cada tamanho. Entregamos nossas Alianças em sua cidade Vitória da Conquista - BA ou em qualquer CIDADE e ESTADO do BRASIL com total segurança e rapidez e você receberá sua joia em seu endereço com total segurança.

Conheça um pouco mais sobre  Vitória da Conquista BA:

Gentílico: conquistense

Histórico

O território onde hoje está localizado o município de Vitória da Conquista foi habitado pelos povos indígenas Mongoyó, Ymboré e Pataxó. Os aldeamentos se espalhavam por uma extensa faixa, conhecida como Sertão da Ressaca*, que vai das margens do Rio Pardo até o Rio das Contas.
A vinda dos colonizadores portugueses e mestiços à região de Vitória da Conquista está ligada à exploração de metais preciosos, principalmente ouro, e à política de ocupação do território. Um dos responsáveis pelo desbravamento do Sertão da Ressaca foi o bandeirante João Gonçalves da Costa, português nascido na cidade de Chaves, provavelmente em 1720. Ele ficou conhecido como um conquistador violento e dizimador de aldeias indígenas.
João Gonçalves da Costa chegou ao território onde hoje está Vitória da Conquista depois do esgotamento das minas de ouro de Rio de Contas e das Gerais. Ele procurava novos pontos de exploração mineral. Embora não tenha encontrado ouro por aqui, ele acabou ocupando a região e fundando o Arraial da Conquista.
Há um elemento importante sobre João Gonçalves. Segundo os registros históricos, ele era um ?preto forro?, ou seja, um ex-escravo. A ascensão política de pessoas como João Gonçalves da Costa dava-se por meio de sua coragem e de sua fidelidade à Coroa Portuguesa. A filiação ao terço Henrique Dias, espécie de irmandade, afirmou sua condição de livre. Em troca, ele agia em nome de Deus e da Coroa, desbravando terras e garantindo a ocupação do território.
A ocupação do Sertão da Ressaca foi realizada às custas da derrota dos povos indígenas.
Em 1752, ocorreu a batalha que entrou para a história de Vitória da Conquista como uma das mais importantes. Sabe-se que naquele ano, aconteceu uma fatídica luta entre os soldados de João Gonçalves da Costa e os índios. Os soldados, já fatigados, buscavam forças para continuar o confronto. Na madrugada posterior a uma dia intenso de luta, diante da fraqueza de seus homens, João Gonçalves teria prometido a Nossa Senhora das Vitórias construir uma igreja naquele local, caso saíssem dali vencedores.
Essa promessa foi um estimulante aos soldados que, revigorados, conseguiram cercar e aniquilar o grupo indígena que caiu, no alto da colina, onde foi erguida a antiga igreja, demolida em 1932. Não se sabe ao certo se essa promessa foi realmente feita, mas essa história tem passado de geração em geração.
O enfrentamento se prolongou até o século XIX. Além dos confrontos diretos, os portugueses utilizaram estratégias como o oferecimento de roupas infectadas com varíola aos índios e até um embriagamento coletivo. A História nos relata que no período de 1803 e 1806, quando a luta foi intensa, foi realizado o ?Banquete da Morte?. Os Mongoyó foram chamados a festejar uma suposta trégua e, depois de consumirem bebida alcoólica, foram cercados por soldados, que mataram quase todos os presentes, inclusive mulheres e crianças. O povo Mongoyó sucumbiu.
No final do século XVIII, o Arraial da Conquista se resumia a uma igreja e algumas dezenas de casas. Nesse tempo, ainda existiam matas densas com fauna e flora bastante ricas.
A paisagem começou a mudar com a chegada dos primeiros rebanhos bovinos. As matas foram derrubadas para dar lugar aos pastos. O Arraial virou passagem para o gado trazido pelos tropeiros de Minas Gerais que iam em direção ao litoral.
O próprio João Gonçalves da Costa, fundador do Arraial, tornou-se proprietário de gado. A família Gonçalves da Costa foi a mais rica produtora de leite e carne da região durante mais de um século.
A cidade foi crescendo lentamente. As primeiras ruas mantendo-se próximas ao leito do Rio Verruga. Em 1780, havia cerca de 60 casas no Arraial. Já em 1840, ano em que o Arraial foi elevado à condição de Vila Imperial da Vitória, distrito da Vila de Caetité, esse número já havia se multiplicado. Além dos colonizadores e seus descendentes e dos negros, a Vila recebeu sertanejos e litorâneos.

Formação Administrativa

Elevado à categoria de vila com a denominação de Vitória pela Lei Provincial n.° 124, de 19-05-1840, desmembrado do município de Caetité. Sede na antiga povoação de Vitória. Constituído do distrito sede. Instalada em 09-11-1840.
Elevado á condição de cidade com a denominação de Conquista, por Ato de 01-07-1891.
Pela Lei Estadual n.º 249, de 25-07-1898, é criado o distrito de São João da Vila Nova e anexado ao município de Conquista.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 4 distritos: Conquista (ex-Vitória), Coquinhos, Encruzilhada e São João da Vila Nova.
Pela Lei Estadual n.º 1.126, de 27-08-1915, foram criados os distritos de Belo Campo e José Gonçalves e anexados ao município de Conquista.
Nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920, o município aparece constituído de 7 distritos: Conquista, Belo Campo, Coquinhos, Encruzilhada, José Gonçalves, Nova Laje do Gavião, Porto Santa Cruz, e São João da Vila Nova.
Pela Lei Estadual n.º 1.483, de 17-06-1921, desmembra do município de Conquista o distrito de Encruzilhada. Elevado à categoria de município.
Pela Lei Municipal n.º 256, de 05-1923, aprovada pela Lei Estadual n.º 1670, de 30-08-1923, o distrito de Porto Santa Cruz passou a denominar-se Barra Furado.
Pela Lei Estadual n.º 2.042, de 12-08-1927, é criado o distrito de Verruga e anexado ao município de Conquista.
Pelo Decreto Estadual n.º 8.499, de 22-06-1933, é criado o distrito de Itatinga e anexado ao município de Conquista.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município de Conquista aparece Constituído de 10 distritos: Conquista, Barra do Choça, Barra do Furado (ex-Porto Santa Cruz), Barra dos Coquinhos (ex-Coquinhos), Belo Campo, José Gonçalves, Itatinga, Nova Laje do Gavião, São João da Vila Nova e Verruga.
Pela Lei Estadual n.º 107, de 03-10-1936, é criado o distrito de Monte Verde e anexado ao município de Conquista.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1936, o município é constituído de 10 distritos Conquista, Barra do Choça, Barra do Furado, Belo Campo, Coquinhos (ex-Barra dos Coquinhos), José Gonçalves, Itatinga, Monte Verde, Nova Laje do Gavião, São João da Vila Nova. Não figurando o distrito de Verruga.
Pela Lei Estadual n.º 233, 07-10-1937, é criado o distrito de São Paulo e anexado ao município de Conquista.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1937, o município é constituído de 11 distritos: Conquista, Barra do Choça, Barra do Furado, Belo Campo, Coquinhos (ex-Barra dos Coquinhos), José Gonçalves, Itatinga, Monte Verde, Nova Laje do Gavião, São João da Vila Nova e São Paulo.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 11.089, de 30-11-1938, o município sofreu as seguintes modificações: criou o distrito de Angicos o distrito de Itatinga foi transferido de Conquista para o município de Itambé o distrito de São João da Vila Nova e Barra do Furado passaram a denominar-se, respectivamente, de Joanópolis e Porto Santa Cruz. E ainda o distrito de Nova Laje do Gavião foi extinto, sendo sua área anexada ao distrito de Vista Nova do Município de Poções.
No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 10 distritos: Conquista, Angicos, Barra do Choça, Belo Campo, Coquinhos, Joanópolis (ex-São João da Vila Nova), José Gonçalves, Monte Verde, Porto Santa Cruz (ex-Barra do Furado), São João da Vila Nova e São Paulo.
Pelo Decreto-lei Estadual n.° 141, de 31-12-1943, retificado pelo Decreto Estadual n.º 12978, de 01-06-1944, o município sofreu as seguintes modificações: o município de Conquista tomou a denominação de Vitória da Conquista, os distritos de Angicos, Joanópolis, Monte Verde, Santa Cruz do Porto e São Paulo passaram a denominar-se, respectivamente, Iguá, Anagé, Inhobim, Quaraçu e Caatiba.
No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 10 distritos: Vitória da Conquista (ex-Conquista), Anagé (ex-Joanópolis), Barra do Choça, Belo Campo, Caatiba (ex-São Paulo), Coquinhos, Iguá (ex-Angicos), Inhobim (ex-Monte Verde), José Gonçalves, Quaraçu (ex-Porto Santa Cruz)
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município permanece constituído de 10 distritos: Vitória da Conquista, Anagé, Barra do Choça, Belo Campo, Caatiba, Coquinhos, Iguá, Inhobim, José Gonçalves e Quaraçu.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
Pela Lei Estadual n.º 1.401, 01-04-1961, desmembra do município de Vitória da Conquista o distrito de Caatiba. Elevado á categoria de município.
Pela Lei Estadual n.º 1.623, de 22-07-1962, desmembra do município de Vitória da Conquista o distrito de Belo Campo. Elevado à categoria de município.
Pela Lei Estadual n.º 1.656, de 05-04-1962, desmembra do município de Vitória da Conquista os distritos de Anagé e Coquinhos, para constituir o novo município de Anagé.
Pela Lei Estadual n.º 1.694, de 22-06-1962, desmembra do município de Vitória da Conquista o distrito de Barra do Choça. Elevado á categoria de município.
Pela Lei Estadual n.º 1.703, de 05-07-1962, desmembra do município Vitória da Conquista o distrito de Quaraçu. Elevado à categoria de município com a denominação de Cândido Sales.
Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 4 distritos: Vitória da Conquista, Iguá, Inhobim e José Gonçalves.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1983.
Pela Lei Estadual n.º 4.565, de 05-11-1985, é criado o distrito de Cabeceira do Jibóia e anexado ao município de Vitória da Conquista.
Pela Lei Estadual n.º 4.567, de 05-11-1985, é criado o distrito de São Sebastião e anexado ao município de Vitória da Conquista.
Pela Lei Estadual n.º 4.568, de 05-11-1985, é criado o distrito de Pradoso e anexado ao município de Vitória da Conquista.
Pela Lei Estadual n.º 4.571, de 05-11-1985, é criado o distrito de Dentilândia e anexado ao município de Vitória da Conquista.
Pela Lei Estadual n.º 4.572, de 05-11-1985, é criado o distrito de Cercadinho e anexado ao município de Vitória da Conquista.
Pela Lei Estadual n.º 4.573, de 05-11-1985, é criado o distrito de Bate Pé e anexado ao município de Vitória da Conquista.
Em divisão territorial datada de 1988, o município é constituído de 11 distritos: Vitória da Conquista Bate Pé, Cabeceira da Jibóia, Cercadinho, Dentilândia, Iguá, Inhobim, José Gonçalves. Pradoso São Sebastião e Veredinha.
Pela Lei Municipal n.º 836, de 31-10-1996, é criado o distrito de São João da Vitória, formado com por parte da área de Danielãndia e parte da área de Veredinha e anexado ao município de Vitória da Conquista.
Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

CASAMENTO & NOIVADO


Preço Par

Par de Aliança Eterna de Casamento ou Noivado em O...

FRETE GRÁTIS

R$ 3.871,00

10x de R$ 387,10 sem juros

à vista no boleto R$ 3.290,35 (15%)

Amei eu Quero
17%
Preço Par

Par de Aliança de Casamento ou Noivado em Ouro 18K...

FRETE GRÁTIS

De: R$ 4.762,00
Por: R$ 3.969,00

10x de R$ 396,90 sem juros

à vista no boleto R$ 3.373,65 (15%)

Amei eu Quero
17%
Preço Par

Par de Aliança de Casamento ou Noivado em Ouro 18K...

FRETE GRÁTIS

De: R$ 4.471,00
Por: R$ 3.726,00

10x de R$ 372,60 sem juros

à vista no boleto R$ 3.167,10 (15%)

Amei eu Quero
Preço Par

Aliança de Casamento em Ouro 18K (PAR) 6,0mm

FRETE GRÁTIS

R$ 5.767,00

10x de R$ 576,70 sem juros

à vista no boleto R$ 4.901,95 (15%)

Amei eu Quero
Preço Par

Aliança de Casamento em Ouro 18K (PAR) 6,0mm

FRETE GRÁTIS

R$ 5.712,00

10x de R$ 571,20 sem juros

à vista no boleto R$ 4.855,20 (15%)

Amei eu Quero
17%
Preço Par

Par de Aliança de Casamento ou Noivado em Ouro 18K...

FRETE GRÁTIS

De: R$ 4.503,00
Por: R$ 3.753,00

10x de R$ 375,30 sem juros

à vista no boleto R$ 3.190,05 (15%)

Amei eu Quero
17%
Preço Par

Par de Aliança de Casamento ou Noivado em Ouro 18K...

FRETE GRÁTIS

De: R$ 4.503,00
Por: R$ 3.753,00

10x de R$ 375,30 sem juros

à vista no boleto R$ 3.190,05 (15%)

Amei eu Quero
Preço Par

Aliança de Casamento em Ouro 18K (PAR) 6,0mm

FRETE GRÁTIS

R$ 6.841,00

10x de R$ 684,10 sem juros

à vista no boleto R$ 5.814,85 (15%)

Amei eu Quero

NAMORO & COMPROMISSO


Preço Par

Aliança de Namoro em Prata 925 (PAR) 7,0mm

R$ 580,00

10x de R$ 58,00 sem juros

à vista no boleto R$ 493,00 (15%)

Amei eu Quero
Preço Par

Aliança de Namoro em Prata 925 (PAR) 7,0mm

R$ 490,00

10x de R$ 49,00 sem juros

à vista no boleto R$ 416,50 (15%)

Amei eu Quero
Preço Par

Aliança de Namoro em Prata 925 (PAR) 6,0mm

R$ 680,00

10x de R$ 68,00 sem juros

à vista no boleto R$ 578,00 (15%)

Amei eu Quero
Preço Par

Aliança de Namoro em Prata 925 (PAR) 8,0mm

R$ 680,00

10x de R$ 68,00 sem juros

à vista no boleto R$ 578,00 (15%)

Amei eu Quero
Preço Par

Aliança de Namoro em Prata 925 (PAR) 7,0mm

R$ 530,00

10x de R$ 53,00 sem juros

à vista no boleto R$ 450,50 (15%)

Amei eu Quero
Preço Par

Aliança de Namoro em Prata 925 (PAR) 7,0mm

R$ 490,00

10x de R$ 49,00 sem juros

à vista no boleto R$ 416,50 (15%)

Amei eu Quero
Preço Par

Aliança de Namoro em Prata 925 (PAR) 5,0mm

R$ 650,00

10x de R$ 65,00 sem juros

à vista no boleto R$ 552,50 (15%)

Amei eu Quero
Preço Par

Aliança de Namoro em Prata 925 (PAR) 7,0mm

R$ 680,00

10x de R$ 68,00 sem juros

à vista no boleto R$ 578,00 (15%)

Amei eu Quero